sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Sem mais lágrimas


E nos falamos. E ignoramos a nossa história. É assim: nos ensinam a seguir em frente, a esquecer o passado. E cá estamos, cumprindo nosso papel. Vejo você, aceno. Parecemos, apenas, dois conhecidos. Contendo-me com um: "Oi". Você sorri. Mas não como antes. Acho que você jura que já esqueci. Assim é melhor. Evita lamentações. Timidamente saio. Tenho coisas a fazer... voltar a rotina. Tentar não passar essa cena a cada minuto depois que sair daqui. Eu preciso esquecer você. Eu vou. Olho para trás. Você parece estar tão longe. Longe de mim. Talvez deva ser assim: Você aí, eu aqui.
        Sem mais lágrimas...

Amanda Laryssa

3 comentários:

@naochupamanga disse...

Nossa, muito bom! repleto de sentimento.

Nair Morbeck Sobrinha disse...

ola encontrei seu blog no encontro de paginas..espero sua visita, será uma alegria!


Shalom
http://nairmorbeck.blogspot.com/

Isabella Tagliari disse...

É, é sempre assim! Muito bom...