domingo, 18 de setembro de 2011

GR

No vazio dos meus dias, sobra o silêncio da sua voz. Silêncio insuportável. Incessável. Saudade insana do que nunca mais vou ter. Nunca mais vou ver. Você. Se foi sem um adeus, sem algum abraço. E como saberia que aquele dia seria o último? Não sabia. Não aproveitei. Não agradeci sua presença. As risadas que você me roubava. As conversas bobas que você me presenteava. Nada volta. Você se foi. Levou consigo uma parte minha... Mas me ensinou tanto. Sou o que sou por você. Mudei com sua partida. Mas queria ter mudado com você. Queria que você estivesse aqui para tampar essa marca que ficou.

Ninguém conseguirá entender até passar por isso. Não é fácil. Não está sendo fácil.




Amanda Laryssa

5 comentários:

lollyoliver disse...

Eu entendo. E tu descreveu completamente o que acontece... Nossa! Muito bom de ler.. Muito real! Amei!
http://lollyoliver.wordpress.com

indivídua disse...

estar perto não é físico

Vanessa Sievers disse...

nossa, que lindo aqui *--* amei!
passa no meu? beijos beijos beijos ♥

Rafael Queiroz disse...

intenso!

Tamires Castro disse...

Muito bom seu blog...
Lindo o texto bem 'real' mesmo
Estou te seguindo, se puder, retribua.(: